linkedin
banner_light_blog
  • 1/02/17

    raio_2

    Um relâmpago é muito mais do que aquele raio no meio do temporal: a corrente elétrica que corta a atmosfera tem duração média de meio segundo e um comprimento de 5 km a 10km. Agora, diz para a gente: você sabe como esse fenômeno acontece?

    É o seguinte: ao se formar sobre a superfície da Terra, uma tempestade de raios acumula uma carga elétrica negativa no seu interior enquanto uma carga igual, positiva, se acumula no solo. Para resolver esse desequilíbrio de cargas elétricas, um canal de ar cheio de partículas eletricamente excitadas (íons) se forma, dando origem aos relâmpagos e raios.

    E já que falamos em raios, cabe esclarecer que existem alguns detalhes que diferenciam o relâmpago, o raio e o trovão. A descarga elétrica produzida entre as nuvens e o solo é o que chamamos de raio. O relâmpago, por sua vez, é a visualização dessa descarga, em trajetória ondulante e ramificações irregulares. Já o trovão é o estrondo que ouvimos logo depois que o raio acontece.

    Ficou com alguma dúvida? É só perguntar para a gente!

  • 13/12/16

    post_talesmileto

    Tales de Mileto era um homem muito ocupado. Apontado como um dos sete sábios da Grécia Antiga, o filósofo, matemático, engenheiro e astrônomo (ufa!) ainda arranjou um tempinho para deixar sua marca na história da eletricidade.

    Sendo um sujeito racional, Tales era contra o hábito, comum na antiguidade, de encontrar respostas no misticismo para fenômenos ainda sem explicação. Para ele, era melhor buscar o sentido da vida observando a natureza do que responsabilizar um monte de divindades mitológicas como responsáveis pelos acontecimentos.

    Fragmento de âmbar atraindo uma pena

    Fragmento de âmbar atraindo uma pena

    E foi a partir dessas observações que Tales de Mileto deu sua contribuição para a eletricidade. Ele reparou que, após esfregar pele de animal em um pedaço de âmbar, a pedra atraía objetos leves, como fragmentos de palha de milho. A descoberta não pareceu ser tão importante na época, mas foi graças a ela e a um pedaço de âmbar (que em grego se chama “elektron”) que a eletricidade tem esse nome.

    Além dessa descoberta, Tales de Mileto também observou que um tipo de rocha meteórica exercia uma curiosa atração sobre objetos de ferro. E como isso aconteceu na cidade de Magnésia, Tales acabou se tornando um pioneiro do magnetismo. Legal, né?

  • 29/12/15

     

    Reciclar é uma ação onde todos ganham. Quer um exemplo? O Light Recicla, nosso projeto de troca de materiais recicláveis por desconto na conta de luz, só cresceu nos últimos anos. Com ele, muitas pessoas diminuíram ou até zeraram suas contas de luz e ainda tiraram do meio ambiente resíduos que poderiam levar milhares de anos até serem absorvidos pela terra.

    Lá no morro Santa Marta, Zona Sul do Rio, a ONG Atitude Social, decidiu aproveitar o projeto para melhorar a comunidade e ainda beneficiar a sua sede. Eles têm conseguido zerar suas faturas mês a mês e, em dezembro, ainda ficaram com um saldo positivo de pouco mais R$14 reais. Demais, né?

     

    Light Recicla - conta de luz zerada

     

    Aproveitamos para conversar com Robespierre Ávila, diretor do local, sobre a participação no projeto e a busca pela sustentabilidade.

     

    Conexão Light – Qual é o papel da ONG na comunidade?

    Robespierre – A ONG Atitude Social promove o resgate de valores e identidade, desenvolvendo ações de impacto sociocultural, tendo como base os conceitos da cultura de paz.

    Desenvolvemos projetos como o “Aos Pés do Santa Marta”, que foi reconhecido como ponto de cultura em 2011, a Escola de Música Atitude, a Bateria Mirim Atitude e o Cine Atitude. A ONG também apoia o Núcleo de Audiovisual Atitude – Grupo NAVi que destina-se a produção de filmes e documentários e a Biblioteca Dedé Atitude, além de produzir eventos musicais em datas importantes para a comunidade.

     

    ong atitude social

     

    CL – Como e quando vocês ficaram sabendo sobre o programa Light Recicla?

    Robespierre – Quando o projeto Light Recicla foi lançado na comunidade Santa Marta, a ONG Atitude Social foi convidada a participar. A iniciativa foi ao encontro de nossa proposta de difundir os conceitos da cultura de paz.

    Desde então, participando com a reciclagem, reduzimos a conta de luz da casa de cultura, enquanto transformamos o ambiente num local mais saudável. Acreditamos que, todos juntos, somos responsáveis pela transformação do meio ambiente com a construção de uma sociedade sustentável.

    CL – O Light Recicla ajudou na integração da comunidade? Quem fica responsável por levar o material reciclável arrecadado para o ecoponto?

    Robespierre – Eu mesmo fico responsável e conto com o apoio dos alunos da Escola de Musica Atitude e de outros moradores. O projeto Light Recicla ajudou a traduzir os valores da cultura de paz, através de atitude e padrão de comportamento, numa realidade de vida diária.

     

    CL – Por que você acha que os moradores doam o material para a ONG, em vez de obter desconto somente para a própria conta de energia?

    Robespierre – Uma das diretrizes da cultura de paz, disseminada pelos projetos apoiados pela ONG Atitude Social, é ser generoso e solidário, compartilhar tempo e recursos materiais em um espírito de generosidade visando o fim da exclusão, da injustiça e da opressão política e econômica.

    Os moradores entendem a proposta da ONG e apoiam como podem, inclusive através da doação de material reciclável, como contribuição para a redução da conta de luz, uma vez que, juntando as várias doações, a conta da ONG pode ser nula, aumentando os benefícios à comunidade.

     

    CL – A Atitude Social promove uma cultura de paz e preservação do meio ambiente. Como juntar o material reciclável e trocar por desconto da conta de energia da ONG está ligado com a paz?

    Robespierre – O manifesto internacional para uma cultura de paz prega o comprometimento da sociedade, entre outras coisas, a preservar o planeta e, assim,promover o consumo responsável e um modelo de desenvolvimento que considere a importância de todas as formas de vida, além do equilíbrio dos recursos naturais. Os projetos apoiados pela ONG estimulam estes preceitos de desenvolvimento sustentável dentro da comunidade. Não vemos o lixo como lixo, mas como alternativa para complementação de fonte de renda e material de reciclagem e reuso. Nossa árvore de Natal deste ano, por exemplo, foi feita com garrafa PET e outros materiais recicláveis doados, como uma criação das “crianças Atitude”.

     

    E aí? Já está estimulado a preservar o planeta e, de quebra, gerar descontos na sua conta? Então, vamos lá! Se cada um fizer sua parte, o mundo pode ser muito melhor 😉 Veja onde ficam os nossos ecopontos!
    Deixa com a gente, que a Light Recicla!

     

  • 1/12/15

     

    Em maio, iniciamos uma campanha para comemorar o nosso aniversário de 110 anos com a participação de empregados que fazem parte da nossa trajetória. Para encerrar 2015, apresentamos o Luiz Motta, engenheiro de campo, com a gente há 26 anos.

    A história dele com a Light começou antes mesmo de fazer parte do nosso time, quando iniciamos a construção das primeiras usinas na sua cidade. Aos 22 anos, ele conseguiu fazer parte do quadro de empregados e desenvolver seu potencial.

    Quando ganhou uma bolsa de estudos, em 2004, iniciou a faculdade de engenharia e teve a chance de crescer e se desenvolver. Hoje, como engenheiro de campo, atua na gerência de operação de usinas e dedica sua energia para construir um novo sonho: formar seu filho em medicina.

    Aniversário Light - Luiz - engenheiro de campo

    E você? Qual é a sua história com a Light? Se você trabalha com a gente, compartilhe no Instagram os seus melhores momentos com a hashtag #orgulhodeserlight para fecharmos essa campanha com chave de ouro. E que venham os próximos 110 anos! 😉

  • 16/11/15

    Vai chegando o final do ano, o verão volta a dar as caras e a gente faz de tudo para não sofrer tanto com o calor no Rio 40° (com sensação térmica de 50). O ventilador e o ar condicionado são nossos aliados nessa época do ano, mas sem cuidado, eles podem dar uma baita dor de cabeça no final do mês.

    Por isso, temos várias dicas de economia para você usar melhor os seus eletrodomésticos, sem gasto excessivo e com muito mais eficiência, (e não só nessa época do ano) .

    Confira as dicas:

    • Prefira lâmpadas fluorescente ou LED. Estes modelos são mais econômicos que as convencionais e ainda esquentam menos o ambiente. Luminárias e globos sempre limpos também são mais eficientes para iluminar o ambiente. Use cores claras nas paredes, assim a luz reflete melhor e as necessidades de iluminação adicional diminuem.

    • Aproveite que está calor para diminuir a temperatura do banho. O chuveiro elétrico na posição verão reduz o consumo em até 30%. Além disso, também é bom diminuir o tempo debaixo d’água e evitar os horários de pico (das 18h às 21h).

    DicasDeEconomia2

    • O aparelho de ar-condicionado precisa ser adequado ao tamanho do ambiente, então se o quarto é pequeno, escolha um aparelho com menos potência (BTUs). Ah, e se você está correndo para comprar um, não esqueça de verificar se o eletrodoméstico tem o selo Procel! Não bloqueie a grade de ventilação e mantenha o filtro sempre limpo. Assim, sua casa ficará com uma temperatura mais agradável e sua conta, mais econômica.

    • A geladeira é um caso à parte: Precisa estar em locais afastados da parede, sol e fogão e com o termostato regulado à necessidade do ambiente. Verifique sempre as borrachas de vedação e evite o abre e fecha constante, aproveitando para pegar tudo que precisa de uma só vez. Ah, nada de alimentos quentes e destampados.

    DicasDeEconomia1

     

    Curtiu? Quer saber mais? Acesse aqui todas as dicas para economizar na sua conta de luz e aproveite para seguir o Conexão Light no Facebook e no Twitter para ficar sabendo muito mais. Fique com a gente!

     

  • 10/11/15

    Você já deve saber que a Aneel definiu um reajuste de 16,78% no valor da tarifa de energia, certo? Muita gente acha que esse aumento – impactado pela inflação, alta do dólar, escassez de chuvas e variações dos encargos, além do custo da energia comprada – fica para a Light, mas não é bem assim.

    É por isso que hoje vamos explicar alguns componentes da sua conta de luz. Conhecer a fatura de perto ajuda a entender melhor os motivos do reajuste e ainda estimula o consumo consciente de energia. Vamos lá?

    Custo de geração: está relacionado aos leilões públicos regulados pela ANEEL, a fim de garantir transparência e bons preços. Nestas rodadas, as distribuidoras compram a quantidade de energia que consideram suficiente para seu mercado cativo e os preços são repassados aos consumidores, sem margens de lucro.

    Custos de distribuição e transmissão de energia: incluem gastos de operação e manutenção das redes. Há ainda o chamado custo de disponibilidade, no qual o cliente paga o valor mínimo da fatura, mesmo viajando, para garantir que o sistema elétrico e sua estrutura se mantenham funcionando para todos.

    Impostos: tributos federais (PIS/COFINS), estaduais (ICMS), municipais (Contribuição de Iluminação Pública) e encargos setoriais também fazem parte da fatura e são repassados aos órgãos competentes.

    Bandeiras Tarifárias: sistema que sinaliza por meio de cores (verde, amarela ou vermelha) se haverá cobrança adicional na conta por causa da compra de energia das usinas termelétricas, que é mais cara do que a produzida pelas hidrelétricas. Saiba mais assistindo ao vídeo!

     

    Todos esses itens representam 54,1% dos reajustes ocorridos em 2015. E os 1,9% que ficam para a Light, onde são aplicados? Em expansão e manutenção da rede, pagamento de pessoal e outras ações de responsabilidade da empresa.

    Agora que você já entendeu melhor como funciona a sua conta, não tem mais desculpa para não usar a energia de forma consciente. Sabia que o consumo pode cair entre 20% e 30% com mudanças simples de comportamento dentro de casa, como reduzir o tempo do banho, manter o chuveiro na posição “verão” e manter sempre limpo o filtro do ar-condicionado? Reflita sobre seus hábitos e acompanhe o Conexão Light para conferir dicas de economia para fazer a sua conta caber no bolso!

  • 1/10/15

    Aniversário da Light - Thiago Attias

    Quando somos jovens pensamos no que gostaríamos de fazer na vida, e imaginamos se nossas ações vão impactar positivamente a vida das pessoas a nossa volta. Quando Thiago Attias começou na Light como estagiário, nem passava por sua cabeça que podia fazer parte de tantas mudanças que impactariam sua cidade.

    Dando sequência a nossa campanha de aniversário “Light: 110 anos iluminando histórias”, que já contou com a história do Seu João, nosso funcionário mais antigo, da Mariana Rocha, do José Beni e da Isadora Martins, hoje você conhece a trajetória do Thiago, que passou de estagiário a Gerente de Gestão e Controle da área de Distribuição em 11 anos de muita dedicação a  empresa.

    Thiago participou do planejamento das obras do Maracanã e do BRT, que foram muito importantes para o desenvolvimento do Rio de Janeiro. Para fazer tudo isso acontecer, se reuniu com o presidente da Light, Paulo Roberto Pinto e com o prefeito da cidade, Eduardo Paes, momentos de desafio e superação para ele.

    Continue acompanhando a trajetória de pessoas que constroem a Light junto com a gente. Assista ao vídeo:

     

     

  • 21/09/15

    Mudar o mundo pode começar com um pequeno passo. No dia 22 de setembro, o mundo inteiro se junta para comemorar o Dia Mundial Sem Carro, uma iniciativa que tem o objetivo de diminuir o uso do veículo individual no dia a dia e conscientizar sobre o impacto dele na sociedade.

    Todo mundo sabe que o carro pode ser o meio de transporte preferido pelo conforto e exclusividade Mas eles são o principal problema de mobilidade urbana, pois  ocupam muito do espaço das vias para levar um número muito reduzido de passageiros, além de gerar também uma excessiva emissão de gases poluentes.

    O problema:

    Olha só esse experimento realizado pela prefeitura de Münster, na Alemanha, que demonstrou o espaço ocupado por 72 pessoas em diferentes meios de transporte. O projeto levou em conta que um carro leva uma média de 1,2 pessoas, assim, o espaço ocupado por todos os veículos na via chegou a 1.000 metros quadrados. Essas mesmas pessoas ocupariam muito menos espaço usando bicicletas ou viajando em apenas um ônibus. A diferença é enorme! Veja na imagem:

    Dia Mundial Sem Carro - Espaço ocupado carro bike onibus

    Essa outra foto mostra a diferença de espaço ocupado por uma bicicleta e um carro. Esse experimento foi uma invenção dos estudantes de Riga, na Letônia, que resolveram provocar uma reflexão ao sair para pedalar das principais vias da cidade, durante os horários mais movimentados do dia com essa estrutura montada nas bikes.