linkedin
banner_light_blog
  • 5/10/11

    O Programa de Eficiência Energética da Light realizou projeto em parceria com a Cedae na Estação de Tratamento de Água (ETA) do Guandu. Considerada a maior estação do mundo em produção contínua, segundo o Guiness Book – o livro dos recordes –, a ETA Guandu será agora também uma das mais eficientes. Inaugurado no último dia 20, o Projeto Eficiência Energética Cedae Guandu vai proporcionar uma economia anual  de 18,4 mil MWh por ano, o que corresponde a R$ 3,6 milhões. Para se ter uma ideia, essa quantidade de energia é suficiente para atender o consumo residencial de uma cidade do tamanho de Vassouras (RJ), com 32 mil habitantes. Os investimentos realizados na modernização do sistema de abastecimento de água, no âmbito do Programa de Eficiência Energética da Light, foram de aproximadamente R$ 20 milhões.

    “Este é um relevante projeto de eficiência energética que, além da economia de energia, evita o desperdício de água, beneficiando a população do Rio de Janeiro“, afirmou o Presidente da Light Jerson Kelman. A redução do gasto energético veio da solução encontrada durante o processo de bombeamento de água na estação. Foi eliminado o bombeamento de 1.400 litros de água por segundo a uma altura de 110 metros e 208 válvulas foram substituídas por outras com acionamento hidráulico. Além disso, houve o processo de automação da lavagem dos filtros e foram trocados sete conjuntos de motobombas. aumentando a segurança operacional. Todas essas melhorias ainda reduziram o desperdício de água no sistema da Cedae em 1.000 litros por segundo, o suficiente para abastecer de água tratada a população de uma cidade do tamanho de duas Nilópolis.

    A partir das ações implantadas pelo projeto, foi possível eliminar os vazamentos existentes e diminuir a perda de carga do sistema. Mais água com menos energia. É a Light trabalhando para um uso mais sustentável dos recursos naturais. Quer conhecer mais iniciativas em Eficiência Energética? A Light continua esse diálogo com você aqui no Conexão Light.

  • 3/10/11

    O Rio de Janeiro exala samba, assim como o Botequim da Rua Larga, que abre sua nova temporada com a apresentação do músico Leonardo Bessa. O show aberto ao público vai animar a primeira sexta-feira de outubro, 07, às 18h30, no Centro Cultural Light.

    Leonardo é um dos grandes expoentes da nova geração de sambistas e já acompanhou artistas renomados como Jorge Aragão, Roberta Miranda, Moreira da Silva e Bezerra da Silva. Atualmente, ele defende o papel de intérprete oficial de uma das escolas mais tradicionais do carnaval carioca, a Acadêmicos do Salgueiro. O carioca, filho do maestro e compositor Reginaldo Bessa, agora enfrenta um novo desafio em sua carreira: a produção do seu primeiro álbum solo com músicas de autores consagrados e composições próprias. Quer conhecer um pouco mais o trabalho do artista? Assista ao vídeo em que ele canta “São Clemente 2004”:

    Sucesso de público no final das tardes de sexta-feira, o animado projeto Botequim da Rua Larga é uma iniciativa dos produtores Haroldo Costa e Paulo Roberto Direito. O Centro Cultural Light fica na Avenida Marechal Floriano, 168, no Centro do Rio de Janeiro. Você pode conferir a programação completa do Centro, através do link: http://www.light.com.br/web/institucional/cultura/ccl/programacao/teprogramacao.asp?mid=8687942772347229

     

    Serviço: Botequim da Rua Larga

    Quando: 07 de outubro, sexta-feira, às 18h30

    Local: Centro Cultural Light – Avenida Marechal Floriano, 168, Centro

    Telefone: (21) 2211-7295

    Quanto: Entrada franca – Doação voluntária de R$ 5,00 para as instituições Casa Maria de Magdala e Apael

    Classificação etária: 18 anos

     

  • 3/10/11

    O setor de Tecnologia da Informação (TI) da Light está desenvolvendo, em parceria com a PUC-Rio, uma rede colaborativa de criatividade e inovação. Será um espaço virtual destinado a para receber, abrigar e avaliar ideias recebidas pela área de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D).  O sistema, que vai funcionar como o LinkedIn (rede de relacionamento profissional), é um dos temas da Revista Saber, desenvolvida pela Light. A publicação, que já está em sua terceira edição, reúne iniciativas em P&D e profissionais do ramo ou interessados em pesquisa podem acessar através do link: http://www.light.com.br/web/ped/pdf/revista_light_03.pdf

    O projeto da rede colaborativa está na sua fase inicial e tem como objetivo criar um mecanismo de registro e avaliação da ideia, conferindo sua originalidade e abrindo caminho para seu amadurecimento, sempre com a colaboração de estimular o pensamento em conjunto e promover uma estrutura que permita a livre circulação de ideias entre parceiros tecnológicos, membros da academia e funcionários da Light. Outro procedimento que auxilia  a gestão de P& D é a “busca de anterioridade”.  Apesar de não ser uma exigência da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), a Light evita o desperdício de recursos realizando uma pesquisa sistemática de todas as novas ideias antes de elevá-las ao status de “projeto”.  Isso também diminui a possibilidade de o regulador contestar o projeto na sua avaliação final. Não basta ser uma boa ideia, ela deve ser original e tecnicamente viável e adequada aos requisitos regulatórios e à estratégia da empresa. Softwares, sistemas e metodologias, por exemplo, são mais difíceis de monitorar, já que não podem ser patenteados. Para auxiliar nesta busca, a Light prevê ainda ampliar a atuação da Demarest & Almeida Advogado, que passará a analisar a anterioridade de todos os projetos do setor de Pesquisa e Desenvolvimento da Light, sem exceção.

    Gosta de tecnologia e quer saber mais? Conheça a Revista Saber! Acesse o link abaixo e leia à vontade as três edições:

    http://www.light.com.br/web/ped/index.asp?mid=8687942772337225

  • 30/09/11

    O Rio de Janeiro ganha cada vez mais destaque internacional. Rock in Rio 2011, Copa das Confederações 2013, Copa do Mundo 2014 e as Olimpíadas de 2016 são alguns exemplos. Estes eventos, combinados à efervescência no setor imobiliário e à economia em expansão, resultam em um consumo energético ainda maior. Como atender a esta nova demanda que não para de crescer?

    A Light traz este tema para dialogar com você no terceiro filme da série Conexão Light. De forma objetiva, você vai entender como a força-tarefa montada pela empresa realiza obras de ampliação e modernização da rede elétrica. Os esforços podem ser vistos em forma de números:  quase 60 km de rede aérea foram modernizados, 3 mil postes substituídos em 2011 e mais de 130 mil novos medidores eletrônicos instalados. Além disso, a atuação em comunidades pacificadas do Rio de Janeiro regularizou quase 7.500 novos clientes, que agora recebem energia e atendimento de qualidade.

     A Light sabe o tamanho do desafioe se antecipa para garantir um serviço de qualidade para as casas, as indústrias e para os grandes eventos no estado. Assista ao filme “Conexão Light –  “Obras na Rede” em primeira mão aqui nas redes sociais e conheça mais sobre a concessionária que leva energia para o Rio de Janeiro e mais 31 municípios do estado.

  • 30/09/11

    Até o dia 02 de outubro, os olhos e os ouvidos daqueles que amam som de qualidade estão voltados para o maior evento de música e entretenimento de todos os tempos: o Rock in Rio. E para fazer o Parque Olímpico Cidade do Rock brilhar, foi preciso a energia da Light. O complexo do evento, na Barra da Tijuca, recebeu aumento de carga, extensão das redes subterrâneas e aérea e ainda contou com a instalação de quatro transformadores e três chaves a gás. As ações da Light representaram um investimento total aproximado em dois milhões de reais e mostraram-se fundamentais para gerar a energia para fazer o Rock in Rio acontecer.

    Das nove edições do festival realizadas no Brasil, Portugal e Espanha, três aconteceram na cidade maravilhosa na nação verde e amarela, em 1985, 1991 e 2001. Dez longos anos de espera, agora em 2011, o Rio de Janeiro merecia mesmo receber de braços abertos este grandiosos evento, que já reuniu mais de 5 milhões de pessoas, com a apresentação de 656 bandas em toda a sua história. A organização do Rock in Rio estima que são mais de 780 horas de música, com transmissão para mais de 1 bilhão de telespectadores, em 80 países. Isso sem contar com a edição deste ano.

    E você? Já deu uma passadinha no Rock in Rio? Leve também sua energia para o Rock in Rio 2011. A energia da Light já está lá!

    Saiba mais sobre o evento: http://www.rockinrio.com.br/pt/live/lineup.php.

    Quer ter uma vista panorâmica da Cidade do Rock?

  • 26/09/11

    A Light trabalha 24 horas por dia para disponibilizar um serviço de qualidade aos moradores da cidade do Rio de Janeiro e de mais 31 municípios do estado. Para atender a uma demanda crescente, a Light investe em mão de obra qualificada. Uma de suas ações é o Curso de Formação de Eletricistas. Com idade média de 21 anos e segundo grau completo, 243 jovens receberam o treinamento da Light, dos quais 200 já integram o quadro da empresa. Os demais foram encaminhados a empresas parceiras.

    Só em 2011, duas turmas já formaram 44 profissionais em Construção de Rede Aérea e Ligação e 10 em Formação em Rede Subterrânea. O treinamento dura em torno de dois meses e a Light investe, em cada turma, em torno de R$ 104 mil, quantia que garante uma mão de obra qualificada, melhores serviços e – o mais importante – insere no mercado de trabalho jovens competentes.

    Durante o treinamento, os profissionais recebem bolsa auxílio, transporte, alimentação, uniforme e EPI (benefício voltado à proteção contra riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho). O processo seletivo dura dois meses e a Light anuncia a abertura de turmas sempre com antecedência para intensificar o número de inscrições. O Conexão Light trará informações assim que novas vagas estiverem disponíveis. É a Light sempre conectada a você.

  • 26/09/11

    O Rio de Janeiro tem um forte aliado na disseminação de sua cultura, o Programa de Publicação do Instituto Light. O programa incentiva principalmente os projetos que trazem no seu enredo a história da cidade, no período que vai do final do século XIX ao começo do século XX. A empresa fica responsável por 20% da distribuição dos exemplares beneficiados pelo Programa, 20% fica a cargo da Secretaria de Cultura e o restante segue para a venda em livrarias. A cota da Light segue para faculdades, bibliotecas, órgãos públicos e empresas parceiras para alcançar um número maior de leitores. No caso dos livros bilíngues, há também distribuição para o exterior, para faculdades e cursos focados na literatura brasileira, cursos de tradução, entre outros.

    A Light acredita que ao conhecer melhor o Rio de Janeiro, os cariocas têm a oportunidade de planejar melhor o futuro. O projeto, fundado em 2008, valoriza também a cultura e os artistas do estado e fortalece a economia na sua área de atuação. Contudo, a segmentação não exclui os projetos com registros universais, como, por exemplo, o apoio na elaboração do Grande Dicionário Houaiss. Organizado pelo o Instituto Antonio Houaiss em parceria com Instituto Light, o livro tem lançamento previsto para novembro e abarca a reunião de verbetes já adequados à nova ortografia. Além de apoiar a publicação de sua segunda edição, o Instituto Light distribuirá 30 mil exemplares do dicionário para escolas municipais e estaduais, uma contribuição fundamental para o Ensino Público.

    Ao todo, 17 títulos já foram publicados e, só em 2010, foram lançados De Pai para Filho: Imigrantes Portugueses no Rio de Janeiro; Judeus Cariocas e Uma Identidade no Plural; Árabes e seus descendentes no Rio de Janeiro; A Alma Encantadora das Ruas e Memórias de um Sargento de Milícias. Este ano, integram o cronograma do Programa de Publicação os títulos Casa Velha (já lançado), O Triste Fim de Policarpo Quaresma, O Grande Dicionário Houaiss (apoio para nova versão), São João Marcos: patrimônio e progresso e Antiqualhas e Memórias do Rio de Janeiro.

  • 24/09/11

    Sem o “gato” de energia no Rio de Janeiro, a conta de todos os clientes da Light seria 20% mais barata. A constatação é uma das informações de destaque no segundo filme da campanha Conexão Light. O filme fala das consequências dessa prática no dia a dia. Rede sobrecarregada, luz que pisca, eletrodomésticos que sofrem curtos circuitos e até suspensão temporária do fornecimento de energia são algumas delas.

    Quem usa meios ilegais para não pagar a conta ainda costuma desperdiçar energia,  o que, prejudica todo mundo. Com o gato, todo mundo perde: o planeta, que paga pelos recursos sem o uso sustentável, todos os consumidores e até quem faz, que têm o serviço prejudicado. Vale a pena todo esse prejuízo?

    A Light continua conectada a você para tirar todas as dúvidas e disponibilizar sempre o melhor serviço. Assista e entenda mais sobre o assunto que é de interesse de todos: