linkedin
banner_light_blog
  • 22/12/16

    Quem acompanha o nosso blog há um tempinho já conhece o Quanta Energia. O projeto, que faz parte do programa Favela Criativa e conta com o nosso patrocínio, traduz para o público infantil os mistérios da eletricidade e ensina a importância do consumo consciente da energia em apresentações teatrais interativas e divertidas.

    Após realizar 40 apresentações em escolas municipais, naves do conhecimento, museus e centros culturais do Rio em 2016, o Quanta vai dar uma parada. Quem teve a oportunidade de participar, aprendeu na prática como evitar o desperdício e conviver de forma harmoniosa com o meio ambiente. Já quem não teve a chance de ver o grupo ao vivo, pode conferir os cientistas do Mad Science em ação na oficina inaugural do grupo, realizada no nosso Centro Cultural. Dê o play, aprenda e divirta-se!

  • 5/10/16

    post_lightnasescolasDesde 2010, alunos de quase mil escolas participaram do projeto Light nas Escolas, recebendo informações sobre o funcionamento do setor elétrico e o uso consciente da energia. E todo esse empenho foi recompensado com a iniciativa da Prefeitura do Rio em incluir esse tema no programa educacional de ciências do 4º ano da rede pública municipal.

    Com isso, o material produzido para o Light nas Escolas servirá como base para o conteúdo presente nas apostilas de mais de 50 mil estudantes cariocas, explicando o caminho da energia – da geração à casa do cliente – e ensinando dicas de economia e segurança. E ainda é recomendada uma visita ao Museu Light da Energia como complemento educacional.

    Ver o nosso esforço em educar toda uma geração de novos consumidores conscientes ter esse reconhecimento nos enche de orgulho. É uma mostra que compartilhar o conhecimento é sempre o melhor caminho.

  • 9/09/16

    Desde 2013 investimos em iniciativas sociais como o Favela Criativa, que tem como foco comunidades carentes do Rio. Agora o programa Territórios Culturais estende esse alcance para toda a nossa área de concessão, possibilitando que jovens com talento para a arte e produção cultural de diferentes regiões do Estado recebam nosso apoio.

    O mais legal é que nove editais do Territórios Culturais serão lançados amanhã, a partir das 11h, no Museu Ciência e Vida, em Duque de Caxias. Os editais distribuirão R$ 6,5 milhões entre mais de 130 projetos, que contarão com o nosso investimento por meio do Programa de Eficiência Energética da ANEEL.

    As inscrições podem ser feitas a partir de segunda (12/09), pelo site http://www.cultura.rj.gov.br. Participe e passe essa mensagem adiante!
    territorios-culturais-rj

  • 25/08/16

    A arte e a dança como ferramentas para inclusão social. Talvez os membros da equipe IQ Fenix, idealizadores do Bboy Confronto, não pensaram exatamente dessa forma quando produziram a primeira edição do evento, em 2009, mas esse acabou sendo o resultado da iniciativa. Após oito anos, o evento se consolidou como uma das maiores competições de breake dance do Brasil.

    Neste ano o Bboy Confronto participou do Favela Criativa, programa que conta com o nosso apoio, através do Programa de Eficiência Energética da ANEEL, e do Governo do Rio de Janeiro, pela Secretaria de Estado de Cultura e pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro.O projeto recebeu R$ 50 mil para serem investidos no seu desenvolvimento.

    Gostou? Então confira um pouco da história do Bboy Confronto no vídeo!

  • 10/08/16

    Vidas Partidas” conta a história de Graça e Raul, um casal com uma relação passional, onde o amor é substituído, aos poucos, pela violência. A trama é dirigida por Marcos Schechtman e estrelado por Domingos Montagner e Naura Schneider.
    O filme, que está em cartaz desde o dia 4 de agosto, contou com o nosso patrocínio, reforçando nosso compromisso com a cultura nacional. Vem com a gente prestigiar o cinema brasileiro!
    poster_Vidas_Partidas_ALTA

  • 11/04/16

    Quer viajar no feriado de Tiradentes e não sabe para onde? Então confira a nossa dica para conhecer o Parque São João Marcos, em Rio Claro!

    Da prosperidade no Ciclo do Café ao abandono, a cidade de São João Marcos vem renascendo como um novo e importante destino turístico do estado do Rio. Após ter passado mais de 70 anos no esquecimento, a Light recuperou a sua memória e inaugurou em 2011 um Parque Arqueológico e Ambiental.

    Com uma área total de 930 mil m², o parque conta com um caminho de 3 km ao redor do espelho d’água, onde é possível conhecer a vegetação exuberante e o observatório de pássaros. Durante a visita, os participantes têm contato com três disciplinas diferentes, em uma verdadeira aula a céu aberto: história do Brasil, arqueologia e educação ambiental.

    Parque São João Marcos

    O espaço também oferece uma fonte enriquecedora de aprendizados por meio de visitas guiadas e excursões escolares. Para agendar é preciso reunir pelo menos dez pessoas e enviar um e-mail para contato@saojoaomarcos.com.br. Não deixe de ir!

    Serviço:
    Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos
    Estrada RJ 149 (Rio Claro – Mangaratiba) Km 20 – Rio Claro/RJ
    Telefone: (21) 2233-3690
    Horário: quarta a domingo, das 10h às 16h, incluindo feriados
    Site: www.saojoaomarcos.com.br

  • 6/04/16

    Tem novidade por aqui: o Centro Cultural Light recebe, no dia 12 de maio, a 1ª edição do ENERCLIMA, iniciativa da Fundação COGE para estimular o conhecimento sobre regulações climáticas e acesso a financiamentos sustentáveis, além de discutir a importância de planejar e gerir temas atuais de relevância ambiental.

    Post_Imagem

    O workshop “Acordo de Paris – Implicações e Oportunidades de Financiamento Sustentável para o Setor Energético” é direcionado aos diretores, gestores e coordenadores das áreas ambiental, financeira e de sustentabilidade das empresas do setor energético. Pesquisadores, advogados e outras autoridades no tema também são bem-vindos.

    As inscrições são limitadas e podem ser feitas no site www.enerclima.funcoge.com.br, onde é possível encontrar outras informações sobre o evento. Confira a programação aqui!

    Serviço:

    Local:  Centro Cultural Light

    Endereço: Rua Marechal Floriano 168, Centro – RJ

    Data: 12 de maio de 2016

    As inscrições devem ser feitas no site do Enerclima

  • 11/01/16

    Mais do que uma arte, a fotografia é uma forma de observar o meio ambiente e proporcionar experiências sobre lugares e pessoas que nunca vieram a público. A prova é o alemão Andreas Hornung, que percorreu cerca de 100 km pelos Lençóis Maranhenses, em cinco dias, para criar a exposição Sui Generis, em cartaz na Grande Galeria do Centro Cultural Light até 15 de janeiro.

    A mostra itinerante leva o seu olhar e interesse pelo Maranhão e pela comunidade da Ilha de Lençóis para várias regiões do Brasil. Confira o nosso bate-papo com ele:

     

    Andreas - Sui Generis - Centro Cultural Light

     

    Conexão Light – Por que você se interessou pelo Brasil?

    Andreas – Por que não? Não quero focar no fato de eu ser estrangeiro. Já faz tanto tempo que vim para o Brasil e, a cada dia, encontro novos motivos para estar aqui.

     

    CL – Por que a exposição se chama Sui Generis? O que você quer dizer com essa mostra?

    Andreas – Sui Generis significa algo especial. Na galeria tem um caderno para os visitantes escreverem sobre o que acham de mais marcante no meu trabalho. Arte é um diálogo, em que tudo é válido. Procurei elevar a autoestima das pessoas fotografadas. Depois, imprimi as fotos e presentei cada uma com o seu próprio retrato. Eles não têm a mesma relação com a fotografia que a população urbana tem.  A maioria dos habitantes da vila que visitei não tem muitas fotos de si, então eles queriam muito participar.

     

    CL – Que tipos de desdobramentos o trabalho rendeu?

    Andreas – Organizamos oficinas de foto, por exemplo. É bom ver o trabalho sendo divulgado de outra forma. Os visitantes de cada lugar são diferentes, mas, no fundo, as reações não mudam tanto.  Como esse trabalho não envolve um tema polêmico, as pessoas costumam gostar.

     

    CL – Por que você escolheu um formato itinerante para a exposição?

    Andreas – Para divulgar o trabalho em outros estados. Temos 66 obras no acervo e, às vezes, a galeria não comporta tudo. Existe o projeto de fazer um livro, que é uma maneira de não ocupar tanto espaço.  Na Ilha de Lençóis, as pessoas ficaram muito curiosas para ver os próprios retratos, dos vizinhos e de conhecidos. Eles ficaram orgulhosos de si mesmos. Outro aspecto importante da exposição estar em movimento é que podemos renovar o acerto: entre cinco e dez obras são sempre inéditas a cada novo lugar. A arte é uma forma de viajar sem se mover fisicamente, ou seja, é um acesso democrático a lugares turísticos.

     

    Andreas  - Sui Generis - Centro Cultural Light

     

    Curtiu a proposta? Então, corre no CCL porque é a última semana!

     

    Serviço:

    Centro Cultural Light

    Grande Galeria

    Avenida Marechal Floriano, 168 – Centro

    Até o dia 15/01/2016 – de 10 às 17h – Exceto Feriados

    Entrada Franca

    Contato com Andreas: galerie@artinrioandreashornung.com

    www.artinrioandreashornung.com