linkedin
Grandes nomes do eletromagnetismo

Publicado em 13/12/16

post_talesmileto

Tales de Mileto era um homem muito ocupado. Apontado como um dos sete sábios da Grécia Antiga, o filósofo, matemático, engenheiro e astrônomo (ufa!) ainda arranjou um tempinho para deixar sua marca na história da eletricidade.

Sendo um sujeito racional, Tales era contra o hábito, comum na antiguidade, de encontrar respostas no misticismo para fenômenos ainda sem explicação. Para ele, era melhor buscar o sentido da vida observando a natureza do que responsabilizar um monte de divindades mitológicas como responsáveis pelos acontecimentos.

Fragmento de âmbar atraindo uma pena

Fragmento de âmbar atraindo uma pena

E foi a partir dessas observações que Tales de Mileto deu sua contribuição para a eletricidade. Ele reparou que, após esfregar pele de animal em um pedaço de âmbar, a pedra atraía objetos leves, como fragmentos de palha de milho. A descoberta não pareceu ser tão importante na época, mas foi graças a ela e a um pedaço de âmbar (que em grego se chama “elektron”) que a eletricidade tem esse nome.

Além dessa descoberta, Tales de Mileto também observou que um tipo de rocha meteórica exercia uma curiosa atração sobre objetos de ferro. E como isso aconteceu na cidade de Magnésia, Tales acabou se tornando um pioneiro do magnetismo. Legal, né?

Tags: | | | |



Deixe seu comentário




(*)campos obrigatórios.