linkedin
O que são as Bandeiras Tarifárias?

Publicado em 6/02/17

post_SigaEconomizando

A principal fonte geradora de energia elétrica no Brasil são as usinas hidrelétricas. Mas como o próprio nome já diz, essas usinas dependem das chuvas e do nível de água nos seus reservatórios para funcionarem com sua total capacidade.

E nos períodos de seca, quando o nível de armazenamento de água nos reservatórios das hidrelétricas está baixo? A solução é acionar as usinas termelétricas, para suprir a demanda de energia. Mas por serem alimentadas por combustíveis como gás natural, carvão e óleo diesel, a geração de energia pelas termelétricas tem um custo maior. Na prática, a eletricidade que chega às nossas casas fica mais cara.

Para tornar esse repasse que chega às nossas contas de luz mais transparente, foram instituídas as bandeiras tarifárias. Com as cores do semáforo para facilitar seu entendimento, cada bandeira indica se a energia custa mais ou menos, em função das condições de geração de eletricidade:

  • Bandeira verde: condições favoráveis de geração de energia. A tarifa não sofre nenhum acréscimo;
  • Bandeira amarela: condições de geração menos favoráveis. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,015 para cada quilowatt-hora (kWh) consumidos;
  • Bandeira vermelha – Patamar 1: condições mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,030 para cada quilowatt-hora kWh consumido.
  • Bandeira vermelha – Patamar 2: condições ainda mais custosas de geração. A tarifa sofre acréscimo de R$ 0,045 para cada quilowatt-hora kWh consumido.

Outra importante função das bandeiras tarifárias é dar ao consumidor um controle maior sobre sua conta de energia:  sabendo que em determinado mês a bandeira é amarela ou vermelha, cada um pode adaptar seu consumo de energia e evitar que o valor da conta de luz aumente.

Ainda tem alguma dúvida sobre as bandeiras tarifárias, qual a sua função e como elas são definidas? Deixe suas perguntas nos comentários!

Tags:



Deixe seu comentário




(*)campos obrigatórios.