linkedin
Como nascem os relâmpagos?

Publicado em 1/02/17

raio_2

Um relâmpago é muito mais do que aquele raio no meio do temporal: a corrente elétrica que corta a atmosfera tem duração média de meio segundo e um comprimento de 5 km a 10km. Agora, diz para a gente: você sabe como esse fenômeno acontece?

É o seguinte: ao se formar sobre a superfície da Terra, uma tempestade de raios acumula uma carga elétrica negativa no seu interior enquanto uma carga igual, positiva, se acumula no solo. Para resolver esse desequilíbrio de cargas elétricas, um canal de ar cheio de partículas eletricamente excitadas (íons) se forma, dando origem aos relâmpagos e raios.

E já que falamos em raios, cabe esclarecer que existem alguns detalhes que diferenciam o relâmpago, o raio e o trovão. A descarga elétrica produzida entre as nuvens e o solo é o que chamamos de raio. O relâmpago, por sua vez, é a visualização dessa descarga, em trajetória ondulante e ramificações irregulares. Já o trovão é o estrondo que ouvimos logo depois que o raio acontece.

Ficou com alguma dúvida? É só perguntar para a gente!

Tags: | | |



Deixe seu comentário




(*)campos obrigatórios.